Community screening for visual impairment in the elderly

  • Review
  • Intervention

Authors


Abstract

Background

While the aims of multicomponent screening of older people are broad, any benefit arising from the inclusion of a vision component in the assessment will necessarily be dependent on improving vision.

Objectives

To assess the effects on vision of mass screening of older people for visual impairment.

Search methods

We searched the Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL) (which contains the Cochrane Eyes and Vision Group Trials Register) (The Cochrane Library, Issue 1, 2008), MEDLINE (1966 to February 2008), EMBASE (1980 to February 2008), PubMed (on 8th March 2006; last 90 days), UK Clinical Trials Gateway on 29 February 2008, SciSearch and reference lists of relevant trial reports and review articles. We contacted investigators to identify additional published and unpublished trials.

Selection criteria

We included randomised trials of visual or multicomponent screening for identifying vision impairment in people aged 65 years or over in a community setting.

Data collection and analysis

Both authors independently extracted data and assessed trial quality.

Main results

Visual outcome data were available for 3494 people in five trials of multicomponent assessment. Length of follow up ranged from two to four years. All the trials used self-reported measures for visual impairment, both as screening tools and as outcome measures. In four of the trials people reporting visual problems were referred to either eye services or a physician. In one trial people reporting visual problems received information about resources in the community designed to assist those with poor vision. The proportions of participants in the intervention and control groups who reported visual problems at the time of outcome assessment were 0.26 and 0.23 respectively (risk ratio for visual impairment 1.03, 95% confidence interval (CI) 0.92 to 1.15). Visual outcome data were also available for 1807 people aged 75 years and over in a cluster randomised trial in which physicians' general practices were randomised to two different screening strategies; universal or targeted. Three to five years after screening, the risk ratio for visual acuity less than 6/18 in either eye comparing universal with targeted screening was 1.07 (95% CI 0.84 to 1.36, P = 0.58). The mean composite score of the National Eye Institute 25 item visual function questionnaire was 85.6 in the targeted screening group and 86.0 in the universal group, a difference of 0.4 (95% CI -1.7 to 2.5, P = 0.69).

Authors' conclusions

There is no evidence that community-based screening of asymptomatic older people results in improvements in vision.

摘要

背景

老年人視力不全之社區篩檢

對老年人進行多項目篩檢的目的是廣泛的,列入視力評估項目所發生的任何效益必定仰賴視力的改善。

目標

評估對老年人視力不全做大規模視力篩檢之效用。

搜尋策略

我們檢索考科藍圖書館的the Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL),其包括the Cochrane Eyes and Vision Group Trials Register(2006年,第1期),NRR (2006年,第1期),MEDLINE (1966至2006年2月),EMBASE (1980至2006年2月),PubMed (3月8日持續90天),SciSearch,相關試驗報告的參考文獻及回顧文章。我們聯絡研究人員以確定其它已發表及未發表的試驗。

選擇標準

我們納入有關視力或多項目篩檢的隨機試驗,以確定社區中65歲或以上視力不全的老年人。

資料收集與分析

由兩名作者分別獨立摘錄資料且評估試驗之品質。

主要結論

5篇試驗有關多項目評估所獲得視力結果的資料,共計3,494名研究對象。追蹤期間為2至5年。所有試驗皆使用自我報告的方式測量視力不全,其既作為篩檢工具也作為測量結果。4篇試驗中報告有視力問題的民眾被轉介到眼睛服務或由醫師診治。一篇試驗報告有視力問題的民眾接受有關社區資源的資訊,用來輔助那些視力較差的民眾。在測量結果時,介入組與對照組中研究對象報告有視力問題的比例分別為0.26及0.23(視力不全的相對風險為1.03, 95% confidence interval (CI) 0.92至1.15)。視力結果的資料也可以從一篇群聚隨機試驗中1807名75歲以上的老年人獲得,醫師的處置被隨機分配到兩種不同的篩檢策略;廣泛性的或目標性的。比較廣泛性及目標性篩檢後三到五年,其中一隻眼睛視力敏銳度小於6/18的相對風險為1.07(95% CI 0.84 to 1.36, P = 0.58)。在目標篩檢族群中,National Eye Institute的25項視力功能問卷的平均總分為85.6,廣泛性族群為86.0,差異值為0.4 (95% CI −1.7 to 2.5, P = 0.69).

作者結論

沒有證據顯示,對於無症狀老年人進行以社區為基礎的視力篩檢可以改善其視力。

翻譯人

本摘要由高雄榮民總醫院金沁琳翻譯。

此翻譯計畫由臺灣國家衛生研究院(National Health Research Institutes, Taiwan)統籌。

總結

對老年人進行視力不全的社區篩檢。視力不全在老年人中是常見的且與跌倒有關,並減少生活品質。老年人的視力問題通常不會反映到醫療服務。建議對大部分的老年人進行視力不全的篩檢,因為視力可以經由鼓勵接受治療而獲得改善。回顧發現5篇研究,其中視力測試為廣泛篩檢評估項目中的一部分。對照於無接受篩檢的老年人,老年人的視力在篩檢後2至5年間並沒有獲得改善。這也許是因為對於篩檢後發現有視力問題的老年人並未有一明確的介入措施計畫。其它研究顯示,廣泛性及目標性篩檢後2至5年間,其中一隻眼睛視力不全的風險是相似的。

Resumo

Rastreio Comunitário para Deficiência Visual em Idosos

Introdução

Como os objetivos do rastreio de múltiplos componentes em pessoas idosas são amplos, o benefício relacionado a inclusão de um componente de visão no rastreamento deverá depender de uma melhoria na visão dessa população.

Objetivos

Avaliar os efeitos do rastreamento em massa para detecção de deficiência visual em idosos na melhoria da acuidade visual dessa população.

Métodos de busca

Foram pesquisadas as bases de dados the Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL) (que contém o the Cochrane Eyes and Vision Group Trials Register) (The Cochrane Library, fascículo 1, 2008), MEDLINE (1966 a Fevereiro de 2008), EMBASE (1980 a Fevereiro de 2008), PubMed (em 8 de Março de 2006; últimos 90 dias), UK Clinical Trials Gateway em 29 de Fevereiro de 2008, SciSearch, listas de referência de ensaios clínicos relevantes reportados e artigos de revisão. Entrou-se em contato com os investigadores para identificar ensaios clínicos adicionais publicados e não publicados.

Critério de seleção

Foram incluídos ensaio clínicos randomizados de triagem de acuidade visual ou multicomponente para a identificação de problemas visuais em indivíduos com 65 anos ou mais, em um cenário de comunidade.

Coleta dos dados e análises

Ambos os autores, independentemente, extraíram os dados e avaliaram a qualidade dos ensaios clínicos.

Principais resultados

Dados referentes ao desfecho visual estavam disponíveis para 3.494 pessoas em cinco ensaios clínicos de avaliação multicomponente. O tempo do seguimento variou de dois a quatro anos. Todos os ensaios clínicos utilizaram medidas de auto relato de deficiência visual, como ferramentas de triagem e como medidas de resultados. Em quatro destes estudos, os indivíduos que relataram problemas visuais foram encaminhados a serviços oftalmológicos ou a um médico. Em um ensaio clínico, os idosos que referiram problemas visuais receberam informações sobre os recursos da comunidade projetados para ajudar aqueles com déficit visual. As proporções de participantes dos grupos de intervenção e de controle que relataram problemas visuais na avaliação dos resultados foram de 0,26 e 0,23, respectivamente (risco relativo para deficiência visual de 1,03, intervalo de confiança (IC) de 95% 0,92-1,15). Dados de desfecho visual também estavam disponíveis para 1.807 pessoas com 75 anos ou mais em um ensaio clínico randomizado do tipo cluster no qual as práticas gerais dos médicos foram randomizadas em duas estratégias distintas de rastreio; universal e padronizada. Três a cinco anos após o rastreamento, o risco relativo para acuidade visual inferior a 6/18 em ambos os olhos comparando o rastreio universal com o padronizado foi de 1,07 (IC 95% 0,84-1,36, P = 0,58). A pontuação média do questionário de função visual de 25 itens do the National Eye Institute foi de 85,6 no grupo de triagem padronizada e 86,0 no grupo de triagem universal, uma diferença de 0,4 (IC 95% de -1,7 a 2,5, P = 0,69).

Conclusão dos autores

Não há evidências de que a triagem de idosos assintomáticos, baseada na comunidade, resulte em melhorias na visão.

Notas de tradução

Traduzido por: Joyce Godoy Farat, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brasil Contato:portuguese.ebm.unit@gmail.com

Plain language summary

Community screening for visual impairment in the elderly

Visual impairment is common among older people and is associated with falls and reduced quality of life. Visual problems in older people are often not reported to medical services. Screening has been recommended because vision could be improved by encouraging treatment in the majority of older people with impaired vision. The review found five studies in which vision was tested as part of a broader screening assessment. No improvement in vision was seen two to four years after screening compared to elderly people who were not screened. This may be due to the lack of a clear plan of intervention for visual problems found on screening. In another study, the risk of having visual impairment in either eye was similar with universal and targeted screening, three to five years after screening.

Resumo para leigos

Rastreio Comunitário para Deficiência Visual em Idosos

O comprometimento visual é comum entre pessoas mais velhas e é associado às quedas e à redução da qualidade de vida. Problemas visuais em idosos muitas vezes não são relatados aos serviços de saúde. O rastreamento tem sido recomendado, pois a visão poderia ser beneficiada por meio do incentivo ao tratamento dos idosos com problemas visuais. Esta revisão encontrou cinco estudos em que a visão foi testada como parte de uma avaliação de triagem mais ampla. Nenhuma melhoria na visão foi relatada dois a quatro anos após o rastreamento, em comparação com idosos que não foram selecionados. Isto pode ter ocorrido pela falta de um claro plano de intervenção para os problemas visuais detectados no rastreamento. Em outro estudo, o risco de ter deficiência visual em ambos os olhos foi semelhante com o rastreamento universal e o padronizado, três a cinco anos após essa triagem.

Notas de tradução

Traduzido por: Joyce Godoy Farat, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brasil Contato:portuguese.ebm.unit@gmail.com