Intervention Review

Homeopathy for dementia

  1. Robert W McCarney1,*,
  2. James Warner2,
  3. Peter Fisher3,
  4. Robbert van Haselen4

Editorial Group: Cochrane Dementia and Cognitive Improvement Group

Published Online: 20 JAN 2003

Assessed as up-to-date: 22 MAR 2009

DOI: 10.1002/14651858.CD003803


How to Cite

McCarney RW, Warner J, Fisher P, van Haselen R. Homeopathy for dementia. Cochrane Database of Systematic Reviews 2003, Issue 1. Art. No.: CD003803. DOI: 10.1002/14651858.CD003803.

Author Information

  1. 1

    University of Hertfordshire, Department of Psychology, Hatfield, UK

  2. 2

    Division of Neuroscience and Mental Health, Imperial College London, Department of Psychological Medicine, London, UK

  3. 3

    Royal London Homoeopathic Hospital, London, UK

  4. 4

    INTMEDI, Surrey, UK

*Robert W McCarney, Department of Psychology, University of Hertfordshire, College Lane, Hatfield, AL10 9AB, UK. robmccarney@googlemail.com. r.w.mccarney@herts.ac.uk.

Publication History

  1. Publication Status: New search for studies and content updated (no change to conclusions)
  2. Published Online: 20 JAN 2003

SEARCH

 

Abstract

  1. Top of page
  2. Abstract
  3. Plain language summary
  4. Resumo
  5. Resumo para leigos

Background

Dementia is a common illness in older people and has major implications for individuals with the disease, their carers and society. A meta-analysis of population based studies in Europe found the prevalence of dementia in individuals over 65 to be 6.4%. Homeopathy (also spelt "homoeopathy") is a popular form of "complementary" or "alternative" treatment. Some studies have found evidence for efficacy of homeopathic treatment for some conditions, but any mechanism of action of the ultra molecular dilutions used in homeopathy is not comprehensible in terms of current scientific concepts.

Objectives

To evaluate the effectiveness and safety profile of homeopathically prepared medications used in treating dementia, as established by randomized controlled trials.

Search methods

The trials were identified from a searches of the Specialized Register of the Cochrane Dementia and Cognitive Improvement Group, The Cochrane Library, MEDLINE, EMBASE, PsycINFO, CINAHL, LILACS, clinical trials registries and grey literature sources on 9 March 2009 using the terms alum*, homeop*, "nat sulph" and "natrum sulphate". In addition the reviewers searched CISCOM, AMED and Hom-Inform.

Leading homeopathic researchers, practitioners and manufacturers were also contacted.

Selection criteria

All types of randomized controlled trials with a sample size of more than 20 were considered.

Data collection and analysis

The database searches resulted in one trial being identified. After examining the abstract, a paper copy was obtained and independently assessed for inclusion by RM and JW.

Main results

There were no studies that fulfilled the criteria for inclusion and no data to present.

Authors' conclusions

In view of the absence of evidence it is not possible to comment on the use of homeopathy in treating dementia. The extent of homeopathic prescribing for people with dementia is not clear and so it is difficult to comment on the importance of conducting trials in this area.

 

Plain language summary

  1. Top of page
  2. Abstract
  3. Plain language summary
  4. Resumo
  5. Resumo para leigos

No evidence that homeopathy is effective in treating dementia

Dementia is a distressing illness that has major implications for individuals with the disease and their carers. Homeopathy is a popular type of complementary medicine. It is however controversial because although there is some evidence that it is not just a placebo, no one understands how it could work. The researchers did not find any good quality trials and so cannot say whether it is or is not effective for treating this condition. As no information is available on how much homeopathy is used for dementia, it is difficult to say whether it is important to conduct more trials.

 

Resumo

  1. Top of page
  2. Abstract
  3. Plain language summary
  4. Resumo
  5. Resumo para leigos

Homeopatia para demência

Introdução

A demência é uma doença comum em indivíduos idosos e tem importantes implicações para aqueles que apresentam a doença, seus cuidadores e a sociedade. Uma meta-análise de estudos de base populacional na Europa encontrou uma prevalência de 6,4% de demência em indivíduos acima de 65 anos. A homeopatia é uma forma popular de tratamento "complementar" ou "alternativo". Alguns estudos encontraram evidências para a eficácia do tratamento homeopático em algumas condições, mas qualquer mecanismo de ação das ultra diluições moleculares utilizadas em homeopatia não é compreensível em termos de conceitos científicos atuais.

Objetivos

Avaliar a efetividade e segurança dos medicamentos preparados homeopaticamente utilizados no tratamento de demência, conforme estabelecido por ensaios clínicos randomizados.

Métodos de busca

Os ensaios clínicos foram identificados a partir de uma busca nas bases de dados the Specialized Register of the Cochrane Dementia and Cognitive Improvement Group, The Cochrane LibraryMEDLINE, EMBASE, CINAHL, PsycINFO, LILACS e, em registros de ensaios clínicos e outras fontes de literatura em 09 de Março de 2009, utilizando os termos alum *, homeop* ", nat sulph" e "natrum sulphate". Além disso, os revisores pesquisaram CISCOM, AMED e Hom-Inform.

Os principais pesquisadores homeopáticos, profissionais praticantes e fabricantes também foram contatados.

Critério de seleção

Foram considerados todos os tipos de ensaios clínicos randomizados com uma amostra acima de 20.

Coleta dos dados e análises

As pesquisas nos banco de dados resultaram em apenas um estudo identificado. Após examinar o resumo, uma cópia em papel foi obtida e avaliada de forma independente para a inclusão por RM e JW.

Principais resultados

Não houve estudos que preencheram os critérios de inclusão e não existem dados para apresentar.

Conclusão dos autores

Tendo em vista a ausência de evidências, não é possível comentar sobre o uso da homeopatia no tratamento da demência. A extensão de prescrição homeopática para indivíduos com demência não é clara e por isso é difícil comentar sobre a importância da realização de ensaios clínicos nesta área.

 

Resumo para leigos

  1. Top of page
  2. Abstract
  3. Plain language summary
  4. Resumo
  5. Resumo para leigos

Não há evidências de que a homeopatia é efetiva no tratamento da demência

A demência é uma doença angustiante que tem implicações importantes para indivíduos com a doença e seus cuidadores. A homeopatia é um tipo popular de medicina complementar. No entanto, é controversa porque, embora haja alguma evidência de que a homeopatia não age apenas como placebo, ninguém entende como essa terapia poderia funcionar. Os pesquisadores não encontraram ensaios clínicos de boa qualidade e por isso não é possível dizer se a terapia é ou não é efetiva para tratar esta condição. Como não há informação disponível sobre o quanto a homeopatia é usada para demência, é difícil dizer se é importante a realização de mais ensaios clínicos.

Notas de tradução

Traduzido por: Raíssa Pierri Carvalho, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brasil. Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com