SEARCH

SEARCH BY CITATION

Keywords:

  • biogeography;
  • Cebus ;
  • fundamental niche;
  • Guyana;
  • mutualism;
  • realized niche;
  • Saimiri ;
  • Sapajus

Abstract

In Guyana, the range of the brown capuchin, Cebus apella, meets the range of its congener, the wedge-capped capuchin, C. olivaceus, with the two species exhibiting a mutually exclusive patchy distribution. Squirrel monkeys, Saimiri sciureus, and C. apella form ubiquitous interspecific associations, but the reason remains debatable. With a large biogeographic field study, we tested the degree to which the distribution and abundance of Cebus and S. sciureus is determined by habitat type, fruit availability, and geography (i.e., determinants of the fundamental niche) relative to interspecific interactions, such as competition and facilitation (i.e., the realized niche). We used the competition between the two capuchin monkeys as a natural experiment that subjected S. sciureus to C. apella and C. olivaceus ‘treatments’. Using spatial regression models and principal components analysis, we found that S. sciureus was associated with seasonally flooded forests, and was correlated with fruit abundance and diversity (fundamental niche), but was also correlated with C. apella density even when accounting for habitat and fruit availability (realized niche). Saimiri sciureus density was unrelated to C. olivaceus density. Cebus apella was associated with a variety of forest types, but particularly included disturbed and edge habitats such as logged forests, seasonally flooded forests, and upland savanna, in addition to mature forest. Cebus apella was also positively correlated with S. sciureus density and negatively correlated with the density of C. olivaceus. In contrast, C. olivaceus avoided riparian areas and was associated with mixed-height forests on sloped mountainous terrain. In sum, interspecific interactions such as competition between species of Cebus and facilitation between C. apella and S. sciureus were as important as habitat and fruit availability in determining the distribution and abundance of these primates.

Resumo

Na Guiana a área de distribuição do macaco-prego, Cebus apella, se encontra com a de seu congênere caiarara, C. olivaceus. As duas espécies apresentam distribuição em mosaico e mutuamente exclusivas. Micos-de-cheiro, Saimiri sciureus, e C. apella formam associações interespecíficas ubíquas, mas as razões permanecem em discussão. Com dados de um amplo estudo biogeográfico de campo testamos o grau em que a distribuição e abundância de Cebus e de S. sciureus é determinado pelos tipos de habitats, disponibilidade de frutos e geografia (i.e., determinantes do nicho fundamental) e interações interespecíficas tais como competição e facilitação (i.e., o nicho realizado). Usamos a competição entre os dois Cebus como um experimento natural, submetendo S. sciureus ao ‘tratamento’ de C. apella e C. olivaveus. Usando modelos de regressão espacial e análise de componentes principais, verificamos que S. sciureus estava associado a florestas estacionalmente inundadas e com abundância e diversidade de frutos (nicho fundamental), e também com a densidade de C. apella, mesmo quando considerados a disponibilidade de habitat e de frutos (nicho realizado). A densidade de S. sciureus não teve relação com a densidade de C. olivaceus. C. apella esteve associado a uma variedade de tipos de florestas, mas particularmente aquelas com habitats perturbados e zonas de borda, tais como florestas submetidas à exploração madeireira, florestas estacionalmente inundadas, savanas não-alagáveis, adicionalmente às florestas primárias de terra firme. C. apella esteve também positivamente correlacionado com a densidade de S. sciureus e negativamente correlacionado com a densidade de C. olivaceus. Em contraste, C. olivaceus evitou zonas ripárias e esteve associado com florestas mistas de altura média sobre terrenos montanhosos de encostas. Em suma, interações interespecíficas tais como competição entre espécies de Cebus e facilitação entre C. apella e S. sciureus foram tão importantes quanto a disponibilidade de habitats e de frutos na determinação da distribuição e abundância desses primatas.