SEARCH

SEARCH BY CITATION

Keywords:

  • corridors;
  • GIS ;
  • habitat mapping;
  • landscape metrics;
  • land-use change;
  • Panthera onca

Abstract

The modeling of top predators' habitats and the understanding of their environmental requirements in landscapes facing high land-use transformation pressure have long-standing importance for the development of conservation strategies. Multi-distance spatial cluster analysis and logistic regression with environmental weighting for pseudo-absence designation were applied to understand spatial patterns of jaguar occurrence in Mato Grosso state (Central Western Brazil). This location has been under intense deforestation pressure since the 1970s and is historically one of the most important jaguar habitats in the world. By using a model of five independent variables, we were able to achieve a 73.2 percent success rate of case/non-case classification and indicate not only a general loss of habitat suitability, but also an increasing interruption of potential migration corridors in the state. Our analysis on a regional scale demonstrates the importance of forest and savannah woodland for jaguar habitat maintenance in the Mato Grosso state. The jaguar species demonstrates a sensitivity to landscape fragmentation, which can be parameterized for improved model building by metrics such as edge density and patch size. Comparisons with previous studies in South America show that parameter selection for jaguar habitat modeling is highly scale-dependent and that habitat suitability in partially transformed landscapes could be maintained if fragmentation is minimized. Recent land-use transformation, however, has significantly weakened the conservation status of the Pantanal-Amazon corridor.

Resumo

A modelagem de habitats de predadores topo de cadeia e o entendimento de seus requerimentos ambientais em paisagens sob intensa pressão de uso da terra possuem importância crucial para o desenvolvimento de estratégias de conservação. Neste estudo, foi realizada uma análise de agrupamento de distância múltipla e regressões logísticas para entender os padrões espaciais de ocorrência da onça-pintada no estado de Mato Grosso (Oeste do Brasil Central). Essa região encontra-se sob intensa pressão de desmatamento desde os anos 70 e consiste historicamente em um dos principais habitats para a espécie no país. Utilizando um modelo de cinco variáveis independentes, foi alcançado um acerto geral de 73.2% para uma classificação binária. Os resultados obtidos não somente indicam uma perda geral da adequabilidade de habitat, mas também uma sucessiva interrupção dos potenciais corredores de migração no Mato Grosso. A espécie apresentou uma sensibilidade à fragmentação da paisagem, que pode ser parametrizada para melhorar o desempenho do modelo, por métricas da paisagem, tais como tamanho de fragmentos e densidade de bordas. Comparações com estudos prévios na America Latina mostram que a seleção de parâmetros para modelagem de habitat da onça-pintada é altamente dependente da escala projetada e que a aptidão do habitat em paisagens transformadas pode ser assegurada se a fragmentação for reduzida. As transformações recentes do uso e ocupação da terra, porém, enfraqueceram significativamente o status de conservação do corredor Pantanal-Amazônia.