SEARCH

SEARCH BY CITATION

Keywords:

  • Cerrado;
  • Chapada do Araripe phenology;
  • circular statistics;
  • janaguba;
  • medicinal plants;
  • sustainable management

Abstract

The harvesting of non-timber forest products (NTFP) can influence the pattern of resource allocation in plants, affecting their growth, survival, and reproduction. However, only a small number of studies have addressed the impacts of NTFP harvesting on the reproductive phenology of the exploited species. The aim of this observational study was to assess the effects of harvesting and climatic variables on the reproductive phenology of Himatanthus drasticus, a highly exploited medicinal tree from the Brazilian savanna (Cerrado). We evaluated the effects of two different debarking levels (50 and 100%) in comparison to a control (no harvesting). We performed monthly counts of the number of buds, flowers in anthesis, unripe and ripe fruits in each sampled tree (intensity index), as well as the number of trees in each phenophase (activity index), over 2 yr. We used circular statistics tools to compare the effects of each treatment on flower and fruit production and to test whether the reproductive peaks were related to climatic variables. Both the activity and intensity indexes exhibited the same patterns; flower and fruit production were lower in the control, intermediate in the 50 percent debarking group and higher in the 100 percent debarking group. To the best of our knowledge, this is the first study of NTFP to demonstrate an increase in reproductive activity after several years of harvesting. All phenophases were positively correlated with higher temperature and precipitation, as it is common in the Cerrado.

Resumo

O extrativismo de produtos florestais não-madeireiros (PFNM) pode influenciar o padrão de alocação de recursos em plantas, afetando seu crescimento, sobrevivência e reprodução. Entretanto, apenas um pequeno número de estudos têm abordado os impactos do extrativismo de PFNM na fenologia reprodutiva das espécies exploradas. O objetivo desde estudo observacional foi avaliar os efeitos do extrativismo e das variáveis climáticas na fenologia reprodutiva de Himatanthus drasticus, uma espécie arbórea medicinal do Cerrado brasileiro altamente explorada. Nós avaliamos os efeitos de dois níveis de remoção da casca (50% e 100%) em comparação a um controle (sem extrativismo). Nós realizamos contagens mensais do número de botões, flores em antese, frutos verdes e frutos maduros em cada árvore amostrada (índice de intensidade), assim como do número de árvores apresentando cada fenofase (índice de atividade) durante dois anos. Nós usamos ferramentas de estatística circular para comparar os efeitos de cada tratamento sobre a produção de flores e frutos e para testar se os picos reprodutivos estavam relacionados às variáveis climáticas. Ambos os índices apresentaram os mesmos padrões: a produção de flores e frutos foi menor no controle, intermediária no grupo com remoção de 50% da casca e maior no grupo com remoção de 100% da casca. Até onde sabemos, este é o primeiro estudo a demonstrar um aumento na atividade reprodutiva após vários anos de extrativismo. Todas as fenofases foram correlacionadas positivamente com temperatura e precipitação, o que é esperado em áreas de Cerrado.