Get access

Sex and Season Affect Individual-Level Diet Variation in the Neotropical Marsupial Gracilinanus microtarsus (Didelphidae)

Authors

  • Eduardo Guimarães Martins,

    Corresponding author
    1. Programa de Pós-graduação em Ecologia, Instituto de Biologia, Universidade Estadual de Campinas, CP 6109, 13083-970, Campinas, São Paulo, Brazil
    Search for more papers by this author
  • Márcio Silva Araújo,

    1. Programa de Pós-graduação em Ecologia, Instituto de Biologia, Universidade Estadual de Campinas, CP 6109, 13083-970, Campinas, São Paulo, Brazil
    Search for more papers by this author
  • Vinícius Bonato,

    1. Instituto de Ciências Biológicas, Centro Regional Universitário Espírito Santo do Pinhal, Avenida Hélio Vergueiro Leite, 13990-000, Espírito Santo do Pinhal, São Paulo, Brazil
    Search for more papers by this author
  • Sérgio Furtado dos Reis

    1. Departamento de Parasitologia, Instituto de Biologia, Universidade Estadual de Campinas, CP 6109, 13083-970, Campinas, São Paulo, Brazil
    Search for more papers by this author

Corresponding author; e-mail: egmartins@gmail.com

ABSTRACT

Individual-level diet variation was investigated in Gracilinanus microtarsus, an insectivorous marsupial whose diet is affected by sex and season in the highly seasonal Brazilian Cerrado. To measure individual-level diet variation, the diets of individual males and females were compared to that of their population in the warm-wet and cool-dry seasons using the proportional similarity index (PSi). This index varies from 1 (complete overlap between the individual i 's and population's diets) toward 0 (decreasing overlap). Mean PSi values were computed as a measure of the degree of interindividual diet variation (the larger the mean PSi value, the smaller the variation among individuals’ diets). Interindividual diet variation among females was similar between seasons, whereas among males it decreased from the warm-wet to the cool-dry season. Diet variation among males is probably reduced in the cool-dry season because of constraints on food consumption generated by interactions between endogenous (physiological needs associated with high rates of body mass growth) and exogenous (food limitation) factors.

RESUMO 

A variação interindividual na dieta foi investigada em Gracilinanus microtarsus, um marsupial insetívoro cuja dieta é influenciada pelo sexo e estação no Cerrado brasileiro. Para medir a variação interindividual na dieta de G. microtarsus, as dietas de indivíduos machos e fêmeas foram comparadas à dieta de suas populações nas estações quente-úmida e fria-seca usando o índice de similaridade proporcional (PSi). Esse índice varia de 1 (sobreposição total entre a dieta do indivíduo i e a dieta da população) em direção a 0 (baixa sobreposição). Valores médios de PSi foram calculados como uma medida do grau de variação interindividual na dieta de machos e fêmeas (quanto maior a média dos valores de PSi, menor é a variação entre a dieta dos indivíduos). A variação interindividual na dieta das fêmeas foi semelhante entre as estações climáticas, ao passo que nos machos a variação interindividual na dieta decresceu da estação quente-úmida para a estação fria-seca. A redução na variação da dieta entre os indivíduos machos na estação fria-seca provavelmente é causada por restrições ao consumo de alimento que se originam de interações entre fatores endógenos (necessidades fisiológicas associadas às altas taxas de crescimento) e exógenos (baixa abundância de alimento).

Ancillary