Edge-effects Drive Tropical Forest Fragments Towards an Early-Successional System

Authors


1 Corresponding author; e-mail: mtrelli@ufpe.br

RESUMO

O futuro da biodiversidade das florestas tropicais e dos serviços ambientais prestados por este ecossistema está intrinsecamente ligado a nossa habilidade de entender as mudanças deflagradas pela fragmentação de habitats e por outras forças que dirigem a dinâmica biológica em paisagens antrópicas. Neste artigo nós reunimos evidências empíricas e teóricas para argumentar que os efeitos de borda deflagram um processo sucessional rápido e inevitável, o qual conduz a maioria dos fragmentos de florestas neotropicais em direção a um sistema sucessional inicial. Este tipo de sistema emerge e persiste uma vez que os efeitos de borda favorecem, de forma permanente, um pequeno grupo de espécies pioneiras redundantes em detrimento de um grupo muito diverso de espécies que compõe as florestas maduras. Esta mudança na direção de um sistema inicial representa um conjunto de processes inter-relacionados, a qual define a assinatura dos ambientes expostos aos efeitos de borda em termos de estrutura de comunidades e do funcionamento do ecossistema. Nossa intenção é que este ensaio estimule a investigação e, também, uma melhor compreensão das forças que determinam a natureza dos ecossistemas em paisagens alteradas pela ação antrópica. Esta compreensão é um passo fundamental para a definição de normas do uso da terra que sejam capazes de ampliar o papel das paisagens antrópicas em termos de retenção de biodiversidade e prestação de serviços ambientais.

Ancillary